Expulsão de Cássio por causa de cera deve servir de exemplos para outros lances?


Ontem, Domingo, tivemos pelo Campeonato Paulista o clássico entre Palmeiras e Corinthians, vencido pelo Timão por 1x0, no Allianz Parque. Porém, um fato inusitado e raro no futebol brasileiro ocorreu, o goleiro Cássio do Corinthians foi expulso por cera. Esse fato nos remete a pergunta, será que o juiz está certo em tal punição? E por isso fiz esse post levantando não só o aspecto da cera, mas entre outros também.

Na partida, que naquele momento o Corinthians já vencia, Cássio em seis minutos tomou dois cartões amarelo, o primeiro merecidamente, pois enrolou para tirar a luva, amarrar a chuteira, colocar luva, enquanto poderia ter pedido a um companheiro de jogo. No segundo lance, após ter uma bola já em campo, o goleiro foi e buscou a outra alegando não ter visto a primeira. A imagem do lance você confere a seguir no post.


Muitas vezes, sobretudo no Brasileirão onde grande parte dos jogos são difíceis, a cera é bem presente, e em grande parte são os goleiros que praticam. Em alguns casos os juízes são omissos, porém em outros eles marcam e punem o jogador, e é isto que se deve fazer, pois senão, quando um juiz fizer o correto (como foi hoje) vira surpresa. O torcedor foi ao estádio para assistir o jogo, e a cera além de impedir que o jogo fique movimentado, prejudica o adversário de forma indireta, pois diminui o tempo de reação. Eu não condeno Cássio no lance do segundo cartão, pois pode ser que ele não tenha visto a bola, mas a punição foi correta e deve ser usada como exemplo por outros árbitros.

Esse lance lembra outros que raramente são punidos e marcados, entre os quais eu destaco a adiantada no pênalti. Em 99% dos casos, os goleiros se adiantam, e em raríssimas vezes vemos o juiz marcar. Eu não me lembro de 3 vezes em que esse lance foi marcado, e caso alguém marque hoje, pode ser dado como errado, já que mesmo cumprindo a regra, está diferente dos demais.


Outro lance onde há bastante negligência é em cartões. Muitas vezes em lances duros no início de partida, o árbitro muitas vezes seguro o cartão, assim como o jogador já está pendurado. O juiz não deve estar pensando no que poderá acontecer, e sim no que aconteceu no lance, e dar o cartão se necessário, pois além de ter o risco de perder o controle do jogo, a partida poderá ter dois pesos e duas medidas, caso faltas parecidas ocorram no fim ou com jogador sem cartão. Apesar de ser um lance curioso, essa expulsão pode lembrar a punir lances que parecem bobos, mas que devem ser marcados, porque são contrários à regra, acabando com o "jeitinho".

Related Articles

2 comentários:

  1. Questão complicada.
    1º que há a necessidade de se certificar que ele não teria visto mesmo que já havia uma bola em campo. Vi rapidamente uma discussão sobre o lance. Não deu pra ter certeza que ele tinha ou não percebido que havia uma bola em campo. Tendo certeza de que fez cera, sendo que já tinha sido advertido com o amarelo, acho correta a expulsão. O fato é que nossa arbitragem ta devendo e muito. Sds. Celestes Patrick.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carlão Azul,

      Eu acho que ele não viu a bola, porém ele fez muita cera e a expulsão, pelo conjunto da obra, está correta. Devemos levar em conta que mesmo Cássio não vendo a bola, o juiz também pode não ter percebido que o goleiro não sabia que já tinha bola em campo.

      Abraços.

      Excluir