Esportes da Olimpíada - Judô


A série sobre os esportes olímpicos traz o judô.

O judô é uma arte marcial criada por Jigoro Kano no Japão e significa caminho suave. Esporte praticado por homens, mulheres e crianças está nas Olimpíadas desde Tóquio 1964 e em Barcelona 1992 com as mulheres.

Regras e pontuação:


As lutas tem duração de quatro minutos para as mulheres e cinco minutos para os homens. Caso termine empatada haverá a decisão no golden score, ou seja quem pontuar primeiro leva.

As pontuações variam de acordo com a técnica aplicada:
  • Yuko: passou a ser a menor pontuação e acontece quando o oponente cai de lado ou é imobilizado por 10 segundos.
  • Wazari: é o meio ippon, acontece quando o oponente cai com as costas sem bater totalmente no chão ou quando é imobilizado por 15 segundos. Dois wazari equivalem a um ippon.
  • Ippon: é o nocaute do judô. Isso acontece quando o oponente cai totalmente com as costas no chão, é imobilizado por 20 segundos ou por desistência por chave de braço ou estrangulamento. O golpe perfeito reúne técnica, velocidade e força.

O árbitro tem o total controle da luta podendo interromper à qualquer momento. No judô é proibido dar socos e chutes, caso isso aconteça o infrator é desclassificado. Caso o oponente evite fugir do combate é caracterizado como falta de combatividade e as infrações são punidas com shido e quatro acumuladas caracteriza um hansokumake (desclassificação).

O uniforme:


O quimono é o uniforme oficial dos judocas e são compostos por casaco e calça. As cores são branca e azul.

O tatame:


A área de luta do judô, o tatame é feito de material sintético especial com material absorvente de impacto, pois o esporte é de força e velocidade. A área de combate é pintada de amarelo e a faixa de segurança de cor verde envolve a área.

As categorias variam de acordo com o peso. São elas:
  • Ligeiro: varia de 48 kg para mulheres à 60 kg para os homens.
  • Meio leve: varia de 52 kg (mulheres) à 66 kg (homens);
  • Leve: varia de 57 kg (mulheres) à 73 kg (homens)
  • Meio médio: varia de 63 kg (mulheres) à 81 kg (homens)
  • Médio: varia de 70 kg (mulheres) à 90 kg (homens)
  • Meio pesado: varia de 78 kg (mulheres) à 100 kg (homens)
  • Pesado: acima de 78 kg para mulheres e 100 kg para homens.
O local de competições:

A Arena Carioca 2 sediará as competições de judô e lutas e depois da Olimpíada será centro de treinanento permanente com instalações personalizadas como vestiários exclusivos e área para técnicos.

O Brasil nos jogos:





O esporte é um dos carros - chefe para o país obter um Top 10 no quadro geral de medalhas. Desde os jogos de Los Angeles que o Brasil conquista medalhas e no Rio espera superar o recorde de Londres quando conquistou quatro medalhas. A campeã olímpica em Londres Sarah Menezes começou mal o ciclo, mas se reabilitou e é esperança de medalha na categoria até 48 kg e quer o bicampeonato olímpico. As campeãs mundiais Rafaela Silva e Mayra Aguiar sonham com a medalha. O time feminino tem ainda Érika Miranda. Mariana Silva, Maria Portela e Maria Suelen Altheman. Entre os homens Tiago Camilo quer se despedir dos tatames com mais uma medalha, se possível a de ouro já que tem uma prata e um bronze, O time ainda tem os medalhistas de Londres Felipe Kitadai e Rafael Silva, o Baby e os estreantes Charles Chibana, Alex Pombo, Victor Penalber e Rafael Buzacarini.

As potências:


A França vem sendo o bicho papão graças ao sucesso de Teddy Riner, o multicampeão dos pesados e que não perde uma luta há seis anos. O Japão, inventor da modalidade espera recuperar a hegemonia perdida.

Related Articles

0 comentários:

Postar um comentário