Daniel Dias faz história, Brasil conquista muitas medalhas, mas dia é marcado por morte de ciclista do Irã


O penúltimo dia de competições da Paralimpíada foi de muitas medalhas para o Brasil e uma tragédia no ciclismo de estrada.

O iraniano Bahman Golbarnehzad de 48 anos morreu após sofrer um acidente grave durante a prova do ciclismo de estrada classe C4 numa das descidas no Recreio dos Bandeirantes. Ele perdeu o controle da bicicleta e bateu a cabeça em uma pedra. Ele morreu a caminho do hospital devido à uma parada cardíaca. Como forma de homenagear o atleta morto a bandeira do Irã e do movimento paralímpico foi baixada na Vila Paralímpica e no Riocentro.



O Brasil teve um dia cheio de conquistas. Daniel Dias fez história e conquistou duas medalhas no último dia de competições da natação. A primeira medalha do dia foi de ouro nos 100 m livres classe S5. A segunda foi sensacional. O Brasil vinha atrás na prova do revezamento 4 x 100 34 pontos e Phelipe Rodrigues deu o gás nos metros finais para dar a medalha de bronze e a 24ª da carreira paralímpica de Daniel Dias. Hoje também foi o adeus do Tubarão Clodoaldo Silva. Ele se despediu da Paralimpíada na sétima colocação na prova do ouro de Daniel Dias.


Desde os Jogos de Atenas que o Brasil domina o futebol de 5, modalidade para cegos e neste sábado no Centro Olímpico de Tênis a equipe conquistou o tetracampeonato paralímpico ao vencer na final a equipe do Irã com gol de Ricardinho.


O Brasil conquistou medalha de prata no ciclismo com Cesar lauro Chaman na classe C4-5 no ciclismo de estrada, no atletismo com Petrúcio Ferreira numa sensacional arrancada nos 400 m classe T47, Felipe Gomes nos 400 m T11 e Shirlene Coelho no arremesso de disco F38. O võlei sentado feminino conquistou uma inédita medalha de bronze ao vencer a Ucrânia por 3 sets a 0. O Brasil ainda teve bronze na natação com Joana Neves nos 100 m classe S5 e no tênis de mesa dois bronzes para as equipes feminina e masculina.



A China ultrapassou a marca de 100 medalhas de ouro e sobra na liderança do quadro de medalhas geral. O Brasil é o oitavo colocado e deve terminar nessa posição pois resta poucas provas e vai disputar a maratona e a medalha de bronze no vôlei sentado masculino. A Paralimpíada termina neste domingo com as últimas provas e a cerimônia de encerramento.

Related Articles

0 comentários:

Postar um comentário