Regularidade x Instabilidade resultam em empate

12:32 0 Comments A+ a-


A rodada deste Domingo foi marcada pelo confronto entre os quatro primeiros da tabela até o início do fim de semana, de um lado Grêmio x Santos do outro Corinthians x Flamengo, jogo sobre o qual iremos discorrer neste post. De um lado o Corinthians com uma campanha abusiva, jogando o melhor futebol do Brasil até o momento tendo também  o melhor time, do outro o Flamengo disputando a temporada em três frentes, além do Brasileirão, a Copa Sul-Americana e a Copa do Brasil, vindo de um classificação com um sufoco desnecessário.

O Corinthians é o time que vem exemplificando aquilo que essencial para um time que deseja brigar por título de pontos corridos. Uma regularidade gigantesca, com 80% de aproveitamento, e boa parte disso passar por Fábio Carile. O treinador que era dúvida no começo do ano vem sendo um dos melhores dessa nova geração, e a partir de uma defesa sólida, característica intrínseca no Corinthians desde Tite, foi construído um time excelente como um todo. A defesa é a melhor do Brasileirão e o ataque muito bom, que apesar de não aplicar grandes goleadas, é preciso e fatal em cada confronto.


Outro fator que merece atenção é a capacidade de jogar bem dentro e fora de casa. Apesar da torcida ajudar, o Corinthians não tem demonstrado essa necessidade mantendo o bom futebol também fora de seus domínios, algo essencial para o time que deseja ser campeão. Como senão bastasse essas características que justificam a posição que o Timão hoje ocupa, o clube paulista ainda tem grande vantagem em confrontos diretos, tendo vencido todos os integrantes do G4 (lembrando que o Palmeiras ultrapassou o Flamengo), sendo os jogos contra o Grêmio, que na época era considerada uma das "pequenas finais", e contra o Verdão fora de casa.

Podemos considerar o Flamengo como o oposto praticamente. O clube carioca começou na construção de um ataque forte e matador para depois construir a defesa, e não foi só o caminho que foi o contrário, enquanto o Corinthians já tem um time forte, o Rubro-Negro ainda não possui uma defesa certa. Até agora, Réver, Juan, Rodolfo (este lesionado) e Rafael Vaz se alternaram na dupla de zaga principal, fora o fato de ter três goleiros atuando como titular, sendo Diego Alves o mais cotado a assumir a posição. Esse é um dos motivo da temporada do Mengão não estar sendo como se esperava.


Um detalhe que passa por essa defesa insegura é a instabilidade rubro-negra, tanto nos campeonatos como dentro das próprias partidas. O jogo contra o Santos por exemplo, após um primeiro tempo muito bom a segunda etapa foi um desastre, exatamente o oposto contra o Corinthians, quando na metade final do duelo teve a chance de desbancar o invicto. Aliado a isso, tem-se os pontos perdidos dentro dos seus domínios, como a derrota para o Grêmio e o empate com o Palmeiras (1 ponto contra 6 do Corinthians) resultado também da instabilidade do time como um todo e de erros defensivos Zé Ricardo pode ter parcela da causa, mas mexeu bem em alguns jogos, mais especificamente nesta colocando Berrío, que começou a jogar bem, e Willian Arão que deram maior apoio ofensivo.

No jogo propriamente dito, vimos quase tudo citado aqui ocorrendo, o Corinthians sólido que apesar da pressão "pobre", pois vinha apenas de bolas aéreas (algo incomum pela grande qualidade e diversidade que a equipe do rubro-negra tem), segurou-se bem e manteve invencível até agora e o Flamengo, que fez um primeiro tempo horrível e uma segunda etapa, nas condições supracitadas, excelente. O empate acabou sendo ruim para o Fla que além de cair uma posição, vê a distância para o líder continuar grande. Para encerrar, infelizmente de forma lastimável, não podemos esquecer de mencionar o erro grotesco do bandeirinha Pablo Almeida da Costa, ao anular o primeiro corintiano que demonstra o nível da arbitragem brasileira atual.