Campeonatos Estaduais terminaram; Confira os campeões e uma breve análise das principais competições

 

Neste último final de semana tivemos as finais dos Campeonatos Estaduais pelo Brasil, e fiz este post para analisar os campeões dos principais torneios pelo Brasil e também trazer alguns campeões de certa maneira desconhecidos.

Em São Paulo, Santos fatura o título, no Rio de Janeiro, Vasco quebra jejum:

No principal Campeonato Estadual, o Santos venceu o Palmeiras por 2x1, e após perder o primeiro jogo por 1x0, a equipe alvinegra foi campeã nos pênaltis, 4x2. O Santos dos grandes de São Paulo, é o com o elenco mais fraco, porém mesmo assim foi campeão. O Palmeiras, mesmo perdendo o título, vem forte para o Brasileiro, pois o elenco vem se entrosando e jogando bem. No Rio de Janeiro, o Vasco foi campeão sobre o Botafogo em um Campeonato conturbado. Após um primeiro turno de altos e baixos, assim como o Fluminense, o Vasco foi melhor na semifinais e na final, merecendo o título. Mas nenhum Carioca pode ser visto como um dos favoritos ao título.

No RS, Internacional fatura quinto seguido, em Minas, Atlético-MG vence no sufoco:


Depois do empate em 1x1, o Internacional venceu o Grêmio por 2x1 no segundo e faturou o título pela quinta vez seguida. Apesar desse domínio Colorado no estado, os desempenhos dos dois times gaúchos no Brasileirão tem sido bons, o que deve se repetir nessa temporada. Já em Minas Gerais, após eliminar o Cruzeiro nas semifinais, o Atlético-MG penou para vencer a Caldense. Depois do 0x0, o Galo tinha que vencer, e conseguiu, por 2x1, faturando o título. Assim como no Rio Grande do Sul, após passar dificuldade nos primeiros Campeonatos da década, os mineiros evoluíram, chegando a leva Libertadores, Brasileirão, Copa do Brasil, e assim quebrando, junto com os gaúchos, a hegemonia Rio-São Paulo.

Surpresa no Paraná, massacres na Bahia e em Pernambuco, e polêmica em SC:

O Operário aprontou para cima do Coritiba e levou o Paranaense. Após vencer o primeiro jogo por 2x0 em casa, em pleno Couto Pereira, o time do interior venceu por 3x0 e sagrou-se campeão. Na Bahia, o Bahia foi campeão, após perder por 3x0 na primeira partida, mas ganhar por 6x0 a segunda, contra o Vitória da Conquista, e em Pernambuco, o Sport, após vencer por 5x0, empatou por 0x0 contra o Central e garantiu o título. Em Santa Catarina, o Joinville se tornou campeão após dois empates em 0x0, porém título será decidido no tribunal, graças a irregularidade do jogador André Krobel.


Abaixo você confere os demais campeões e seus respectivos estados:

Acre - Não terminado (primeira fase)
Alagoas - Coruripe x CRB (final)
Amapá - Santos-AP
Amazonas - Não terminado (primeira fase)
Bahia - Bahia
Ceará - Fortaleza
Distrito Federal - Gama
Espírito Santo - Desportivo Ferroviário x Rio Branco-ES
Goiás - Goiás
Maranhão - Imperatriz
Mato Grosso - Ceov x Cuiabá (final)
Mato Grosso do Sul - Comercial-MS
Minas Gerais - Atlético-MG
Pará - Remo
Paraíba - Não terminado (primeira fase)
Paraná - Operário
Pernambuco - Sport
Piauí - Não terminado (primeira fase)
Rio de Janeiro - Vasco
Rio Grande do Norte - América-RN
Rio Grande do Sul - Internacional
Rondônia - Ji-Paraná x Vilhena (final do primeiro turno)
Roraima - Semifinal (primeiro turno)
Santa Catarina - Joinville
São Paulo - Santos
Sergipe - Confiança x Estanciano (final do primeiro turno)
Tocantins - Não terminado (primeira fase)

Copa do Nordeste - Ceará
Copa Verde - Remo x Cuiabá (final)

Related Articles

4 comentários:

  1. Sobre o título do Gama no DF eu estive no Mané Garrincha no sábado e vi o alviverde ganhar o estadual de Brasília, um campeonato que não tem a força dos demais, mas o público de sábado foi o melhor de todo o campeonato por ser em estádio de Copa, acho que a soma de público não chega aos pés do público da decisão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kleber Nunes,

      O estádio é um grande atrativo, e mesmo o jogo sem bom/ruim, se o estádio for de má/boa qualidade, teremos uma péssima/ótima presença do público.

      Abraços.

      Excluir
  2. Como tornar o Futebol atraente e competitivo.
    Vejam:
    Regras para revolucionar o futebol, tornando-o mais atraente e competitivo.
    1) Introduzir TEMPO TÉCNICO. O técnico de cada time tem direito a tantos quantos forem definidos como regra.
    2) Permitir saída de um jogador, para descanso, com entrada de um substituto temporário uma ou mais vezes, como são definidas no vôlei, basquete e outros.
    3) O técnico pode usar todo banco de reserva para fazer tais substituições, sem restrição, desde que os componentes do banco estejam relacionados para o evento.
    4) Estabelecer piso e teto salarial para jogadores das A, B, C, evitando assim, salários astronômicos para alguns jogadores. Esta é uma maneira de evitar estrelismo e valorizar as classes de atletas por igual.
    5) Quanto à faltas cometidas numa partida. Um jogador deve ser chamado à atenção pelo Árbitro já da 1ª falta na mesma partida. Na 2ª ele deve ficar fora de campo por 15 ou 20 minutos, se vier a cometer a 3ª levará CARTÃO AMARELO, que o tira daquele tempo do jogo, mas outro jogador o substitui. Se cometer a 4ª falta levará o CARTÃO VERMELHO, não voltando a esta partida, mas outro jogador termina a partida. Numa falta mais violenta o CARTAO VERMELHO deve ser mostrado direto, sem mostrar o AMARELO. OBS. Esta saída de um jogador, expulso momentâneo ou expulso permanente tem a intenção de proteger ou não prejudicar o time. Esta atitude tem a função de punir os indisciplinados a se controlar. Também evitar que um jogar queira ajudar o time adversário, por ser seu time do coração ou por ter afinidades com alguns componentes do time adversário.
    6) Quanto às regras de ARBITRAGEM.
    a) Mão na bola só é falta se o braço estiver perpendicular ao corpo. Se estiver paralelo ao corpo e considerado bola na mão. Neste caso a jogada continua sem direito à reclamação, mesmo se fato acontecer na grande área.
    b) Colocar dois bandeirinhas ou auxiliares de cada lado do campo e com comunicação eletrônica com o ÁRBITRO OFICIAL, para tornar a arbitragem imparcial. Cada Bandeirinha tem função distinta de acompanhar a linha da bola e controlar faltas e irregularidades numa jogada.
    c) Os laterais tem que serem cobrados com o pé, pois jogador de linha não pode por a mão na bola.
    d) O tiro de meta só pode ser cobrado pelo goleiro. Se a bola sair pela linha de fundo, terá que ser cobrado de onde saiu e não da área reservada ao goleiro. A cobrança de linha de fundo pode ser feito pelo goleiro também, com o pé, é lógico.
    e) Cobrança de pênaltis não pode ter paradinha antes de chutar. Pode ser cobrado com o cobrador parado ou correndo para chutar a gol.
    f) As bolas de jogos oficiais devem ser equipadas com chip.
    g) A equipe de Árbitros deve dispor de imagem gravada para evidenciar jogadas polêmicas ou duvidosas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Inides,

      Concordo em grande parte como que você disse (inclusive vou usar seu comentário para fazer um post, beleza, rs). A questão da tecnologia, a qual é implantada no Futebol Americano seria ideal, trocando apenas os tempos técnicos por substituições. Apenas a parte das faltas seria difícil, pois se o jogador fizesse duas faltas "sem querer" fosse punido com o tempo fora, ou um cometesse outra falta um pouco mais forte e só recebesse punição verbal, seria difícil aplicar nesses casos, porém em relação ao cartão azul (15 ou 20 minutos é muito), eu também incentivo.

      Abraços.

      Excluir