Ano ruim para os clubes cariocas, principalmente para o Vasco, novamente rebaixado


Mais um Campeonato Brasileiro 2015 chega ao final. Por isso decidi fazer uns posts resumindo e analisando o desempenho das equipes, e esse primeiro artigo fala dos clubes cariocas, que mesmo com o título do Botafogo na série B, tiveram um ano muito ruim, ficando todos na segunda metade da classificação, além do rebaixamento do Vasco
.
Realmente a grande decepção foi o Vasco. O time cruz-maltino vinha do título da série B e do Carioca, mas o clube comandado por Eurico Miranda, que falou demais e superestimou o Vasco, decepcionou no Brasileiro. O time conseguiu até uma reagida e as chances de fugir, que eram praticamente nulas, foram reaparecendo, só que o péssimo início da equipe na competição (chegou a ficar em último levando em conta a Série A e Série B, tendo também o pior ataque das três primeiras divisões) acabou rebaixando o Vasco.


O Flamengo teve um início não muito bom, entretanto após a sequencia de seis vitórias, o Rubro-Negro chegou ao G4, sonhando com o título, mas não manteve a regularidade, terminando no meio da tabela. O único dos Cariocas que começou bem foi o Fluminense, que disputou as primeiras posições no início do campeonato, contudo foi caindo de produção (também com a chegada de Ronaldinho) e terminou também no meio da classificação. Lembrando que o Fluminense perdeu no último jogo para o Figueirense, que também disputava para não cair.


Com isso, tivemos uma substituição na série A, o Botafogo entrou e o Vasco saiu. Fica claro a queda do futebol carioca, que se distanciou demais do Paulista e ainda caiu em relação ao mineiro, que teve bons resultados nas últimas temporadas. Para se ter ideia, nesse Brasileirão tivemos mais clubes de Santa Catarina (Chapecoense, Figueirense, Joinville e Avaí) do que do Rio de Janeiro. É preciso uma reestruturação dos times do Rio, principalmente em infraestrutura, para ter condições de disputar constantemente por títulos, assim como os paulistas e mineiros.

Related Articles

0 comentários:

Postar um comentário