Esportes da Olimpíada - Basquete

21:13 0 Comments A+ a-


A série especial sobre os esportes do programa dos jogos olímpicos segue e hoje é dia do basquete. O basquetebol ou bola ao cesto surgiu em 1891 nos Estados Unidos. James Naismith, professor de Educação Física de uma associação em Springfield criou um jogo em local fechado devido ao inverno rigoroso que impedia as crianças de jogarem esportes como baseball e futebol americano, daí ele instalou uma cesta de pêssegos onde as bolas seriam arremessadas, então surgia o basquete. O esporte chegou ao Brasil em 1912.

O jogo:


O basquete é um jogo coletivo de duas equipes com cinco jogadores em cada equipe. A duração de cada partida é de 40 minutos com quatro quartos de dez minutos e intervalo de 15 minutos. Na NBA, liga profissional de basquete americana os quartos tem duração de 12 minutos. A pontuação varia: lances livres um ponto, no garrafão valem dois e fora do garrafão à uma linha de 6,25 m valem três pontos. Caso um jogo termine empatado prorrogações de 5 minutos serão necessariamente jogadas até chegar a um vencedor. O tempo máximo de posse de bola é de 24 segundos. A cada quatro faltas de equipe o adversário tem direito à dois lances livres e se um jogador cometer cinco faltas é excluído do jogo.

Fundamentos e jogadas:


Dentre os principais fundamentos estão a finta, os giros ou rotações e os dribles. O rebote é de extrema importância pois a equipe detentora da posse recupera a bola depois de um arremesso não convertido. A assistência é a jogada em que um companheiro executa um passe perfeito para outro em condições de executar a cesta. A enterrada ou cravada é a jogada em que um jogador fica sozinho e sobe no aro para enterrar a bola. A ponte aérea é uma das jogadas mais sensacionais do esporte é quando um jogador lança a bola diretamente para outro finalizando com uma enterrada. O toco é o bloqueio do adversário contra aquele que arremessa para fazer a cesta. Os principais passes são o passe de peito, passe picado e o gancho.

Posições:
No basquete as posições são as seguintes:
  • Armador: é o cérebro da equipe e planeja as jogadas
  • Ala: joga nas laterais e tem funções de arremessar e ajudar na execução das jogadas
  • Pivô: geralmente é o mais alto e o mais forte jogador da equipe. Usa a altura para pegar rebotes e na defesa dando tocos.
A quadra e a bola:


A quadra é feita de superfície rígida e dimensões de 28 m de comprimento e 15 m de largura. A linha de três pontos deve ser traçada à 6,25 m da cesta. A linha central tem um círculo de 1,8 m de raio e a tabela tem de ser feita de peça única. A cesta fica suspensa a 3,05 m do chão e o aro mede 0, 45 m. A bola oficial é laranja e mede de 75 a 78 cm de circunferência e pesa entre 567 e 650 g.

Os locais de disputa na Olimpíada:


Nas Olimpíadas do Rio o basquete vai ocorrer em dois locais. No Parque Olímpico de Deodoro a Arena da Juventude receberá a primeira fase do torneio feminino. A Arena Carioca 1 no Parque Olímpico da Barra da Tijuca inaugurada em janeiro receberá a maior parte das partidas e que depois dos jogos virará Centro Olímpico de treinamento.

O Brasil nos jogos:


O basquete brasileiro ficou ameaçado de não participar dos jogos por conta de uma dívida com a FIBA, mas o pagamento foi feito e assim as seleções masculina e feminina vão participar dos jogos. A equipe masculina dirigida por Rúben Magnano terá pedreiras na primeira fase com as seleções da Espanha, Croácia, Argentina e Lituânia, adversária da estreia. A seleção feminina terá a Austrália como pedreira. O time dirigido por Antonio Carlos Barbosa vem de duas campanhas ruins nas Olimpíadas e tem em casa a chance de se redimir.

Os astros:


Os Estados Unidos não deverão vir com força máxima devido às desistências de Stephen Curry e LeBron James, mas o quinteto deverá ter Carmelo Anthony e Kevin Durant. Os americanos em 18 edições olímpicas venceram 14 e eles vem e busca do tricampeonato olímpico.