Rafaela Silva conquista ouro histórico pro judô e homens da ginástica fazem bonito


Um dia histórico para o esporte brasileiro, enfim saiu a primeira medalha de ouro do Brasil nas Olimpíadas e ainda teve novo show no handebol, nova derrota no basquete e resultado histórico na ginástica masculina.


Ouro histórico para Rafaela Silva:

Uma judoca que saiu da comunidade de Cidade de Deus ganhou o mundo e através da luta superou as dificuldades e nesse 8 de agosto de 2016 escreve uma das páginas mais bonitas da história do esporte. Rafaela Silva deu a volta por cima depois de ser desclassificada em Londres, de quase desistir, mas como os guerreiros caiu, levantou e se reergueu para conquistar a medalha de ouro, a quarta da história, vigésima da modalidade e a segunda consecutiva no judô feminino. Cada vitória foi construída à base de wazaris. Em todas suas lutas ela sempre venceu com a segunda maior pontuação do judô. Na estreia foram dois wazaris contra a alemã Roper, na segunda outro wazari contra a coreana Jandi Kim.


E então veio o reencontro com a húngara Heidvig Karakas que em Londres foi sua algoz. Na ocasião ela havia sido desclassificada e alvo de racismo nas redes sociais. Hoje a húngara sentiu o gosto da vingança e foi derrotada por wazari. Na semifinal uma luta dramática contra a romena Corina Caprioru que só foi decidida no golden score e adivinhem, vitória por wazari. Na final contra a atleta Dorjsuren da Mongólia, líder do ranking outro wazari e o ouro olímpico. Após a conquista desabafou chorando e depois subiu no lugar mais alto do pódio e ouviu com emoção o Hino Nacional Brasileiro. O que seria uma brincadeira acabou se transformando numa coisa séria para a nova campeã olímpica, criada na comunidade onde nasceu e depois adotada pelo Instituto Reação do ex- judoca e medalhista olímpico Flávio Canto, bronze em Atenas.

Já Alex Pombo não foi feliz na estreia e vinha bem mas faltando quatro segundos para o fim da luta tomou um contragolpe do chinês Sayinjringala que obteve um yuko e venceu a luta.

Ginástica masculina fica em sexto:


A equipe brasileira de ginástica fez história na Arena da Barra e terminou a final por equipes em sexto lugar. Mais uma vez destaque para Arthur Zanetti nas argolas que obteve a melhor nota entre os atletas brasileiros. O Japão do astro Kohei Uchimura ficou com a medalha de ouro.

Share this:

ABOUT THE AUTHOR

Ceyron Louis

Hello We are OddThemes, Our name came from the fact that we are UNIQUE. We specialize in designing premium looking fully customizable highly responsive blogger templates. We at OddThemes do carry a philosophy that: Nothing Is Impossible

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário